About Me

A importância do sistema viário para as cidades

A importância das vias e a sua utilização no meio comercial são de fato históricas, a partir do momento em que houve o invento da roda, cerca de 4000 anos antes de Cristo, rodovias eram criadas no Sudoeste Asiático, foram os povos da Mesopotâmia que passaram a aperfeiçoar as vias entre os anos 3000 e 540 antes de Cristo. O asfalto natural foi utilizado pelos persas 530 anos antes de Cristo (CAMARGO, 1987, p. 310).
A infraestrutura urbana está diretamente ligada ao desenvolvimento das cidades e reflete nas condições de vida de seus habitantes, embora seja difícil/impossível, atender prontamente as necessidades de alterações viária, é realmente preciso um planejamento para melhorias das condições atuais.

Segundo MASCARÓ (2005) o espaço urbano vai além da combinação de áreas edificadas e áreas livres, segundo ele o uso das mesmas depende das redes de infra-estrutura urbana. O sistema viário é o mais delicado e merece estudos cuidadosos.

Tratar do sistema viário é tratar de pessoas, do composto infra-estrutura urbana é o subsistema que está mais vinculado aos usuários (os outros conduzem fluídos; este pessoas e veículos) (MASCARÓ, 2005, p. 14).

Mesmo com os inúmeros esforços produzidos até os dias atuais, tratando de melhorias viárias, os mesmos não foram suficientes para garantir o bom fluxo na circulação e acompanhar amplo desenvolvimento tecnológico e econômico. Tamanho e desordenado foi o crescimento urbano que hoje suas vias não conseguem atender as necessidades viárias dos municípios gerando enormes congestionamentos e bloqueando maior progresso nestas regiões, o congestionamento do trânsito nas grandes cidades brasileiras tem produzido efeitos terríveis, tais como: perda de tempo de milhares de cidadãos úteis, excesso de consumo de combustível, desgastes das viaturas e das pessoas (CAMARGO, 1987).

Garantir vias adequadas e suficientes para execução do transporte permite-se cumprir de forma eficiente e eficaz a finalidade do transporte, promover a circulação de riquezas (CAMARGO, 1987, p. 309). O planejamento das vias dentro do espaço urbano deve levar em conta as características da região (comercial, industrial, etc.) e dos veículos que por ela trafegam; para o transporte urbano é imprescindível a prioridade no sistema viário.